Influências de “Elementais”: “SaGa Frontier”

Conhecem, conhecem, conhecem?? Caramba, como eu já joguei esse jogo! E mesmo tendo jogado tanto, não completei nem um décimo dele! (Quer dizer, considerando que são sete personagens jogáveis, então completei um sétimo, já que consegui zerar com a Asellus, haha.) Este grande game chama-se SaGa Frontier.

Capa de SaGa Frontier

O enredo de “Saga Frontier” acontece em um universo de ficção científica/fantasia chamado de Regiões, um grupo de mundos com variados graus de cultura, raças únicas, tecnologia e magia. O jogo permite ao jogador seguir as proezas de um dos sete protagonistas, cada um com seu próprio enredo e objetivo. O Sistema de Enredo Livre (Free Scenario System) oferece uma grande quantidade de jogabilidade não linear, permitindo que o jogador viaje livremente entre as muitas Regiões, interaja com outros personagens e faça parte de combates baseados em turnos.

Fonte: Wikipédia em inglês (tradução minha).

Jogos onde não havia exatamente um protagonista e que lhe permitiam ver as mesmas situações pelo ponto de vista de diferentes personagens sempre me atraíram. SaGa Frontier, além de fazer isso, também oferece uma liberdade imensa, ao ponto de você não saber para onde deve ir para terminar a história do personagem escolhido. Eu não tenho dúvidas de que isso foi uma influência inconsciente em Elementais porque, no meu livro, há muitos momentos em que personagens teoricamente secundários são postos na posição de protagonistas. Isso era mais evidente nas versões antigas, e ficará mais evidente também nos próximos volumes da nova versão. Além disso, a viagem entre as chamadas Regiões do jogo também influenciaram a globalização em Elementais, onde, mais futuramente, personagens do mundo todo irão interagir entre si e fazendo visitas a outros países.

Só espero que o livro dure o suficiente até lá! Hehe.

Anúncios

3 Respostas para “Influências de “Elementais”: “SaGa Frontier”

  1. E aí, Rafael? Como vai?

    Legal esse seu post sobre a Saga Frontier. Nunca joguei, nem tinha ouvido falar, mas parece ser bem legal. Se te agradou, deve mesmo ter qualidade.

    Dê uma passada lá no meu blog. Fiz uma propaganda lá sobre Elementais. Vê se ficou bom. hehehe

    Até mais!

    • Hehe, é o tipo de jogo que ou você ama ou odeia, porque não é um RPG muito convencional. Pode ser extremamente frustrante para aqueles acostumados só aos Final Fantasies da vida.

      E, Nossa, muito obrigado por ter falado de Elementais no seu blog, agradeço de verdade!! Ficou ótimo!

      Logo vou dar meu parecer sobre os capítulos restantes de A Deusa e o Demônio, aguarde!

  2. Drofa, como eu queria ter jogado esse jogo. Só conhecia-o de nome, e essa parte dos enredos também me atrai pacas. O Mundo Sombrio também é assim, apesar de que acho, que agora nesta nova versão, tudo vi acabar girando em torno do Aron. Hm, ainda tenho que desenvolver.
    Mas enredos assim são bons pois praticamente valorizam todos os personagens. Assim que readerir meu play1 vou baixar este game, ou quando comprar um play2 mesmo. hehe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s